RSS

Apresentação de piloto do filme O Lucro Acima da Vida lota teatro em Paulínia

09 jun

Por: Químicos Unificados de Campinas Osasco e Vinhedo

Uma apresentação piloto do filme O Lucro Acima da Vida lotou os 1.300 lugares do Teatro Municipal de Paulínia, na noite de 06 de junho. Estiveram presentes os ex-trabalhadores Shell/Basf e familiares, integrantes da Associação dos Trabalhadores Expostos a Substâncias Químicas (Atesq), dirigentes sindicais, atores, figurantes, apoiadores e financiadores, integrantes do Poder Judiciário, do Centro de Referência em Saúde do Trabalhador (Cerest) e militantes na área da saúde.

WEB-destaque-DSC01711-337x252

A apresentação é parte integrante da programação do Sindicato Químicos Unificados pela passagem da Semana do Meio Ambiente 2014, que vai de 01 a 07 de junho. O Dia Mundial do Meio Ambiente é 05 de junho, e, tradicionalmente, o Unificados organiza atividades relativas ao tema.

WEB-IN~3

Theatro Municipal de Paulínia, com seus 1.300 lugares tomados na exibição de piloto do filme O Lucro Acima da Vida

Lançamento em dezembro

O lançamento público oficial do filme O Lucro Acima da Vida será em dezembro próximo.

Entre todas as dificuldades para a produção de um longa metragem por um sindicato e entidades de trabalhadores, a última vencida foi o recebimento de autorização da Agência Nacional do Cinema (Ancine) que é uma agência reguladora que tem como atribuições o incentivo, a regulação e a fiscalização do mercado do cinema e do audiovisual no Brasil. A Ancine é vinculada ao Ministério da Cultura.

Com esta autorização passa a ser possível captar recursos, com base nas leis de incentivos audiovisuais, e a projeção do filme nas salas de cinema de todo território nacional.

Assista trailer

A projeção, realizada na noite de 6 de junho

SIGA ESTE ENDEREÇO – ou na imagem acima – para assistir trailer de O Lucro Acima da Vida.

Eternizar e contar uma história de lutas e vitórias
Contra Shell/Basf, duas poderosas multinacionais
por crime de contaminação ambiental em Paulínia

Esta é uma luta que precisa ficar registrada na história. Ela deve ser eternizada e divulgada o máximo possível, por todos os meios, para que cresça, cada vez mais, a resistência contra a contaminação ambiental, a defesa do planeta e da natureza, e que a vida e a saúde sejam colocadas acima dos interesses pelo lucro e da exploração capitalista, irresponsável e criminosa. Ou seja, que a vida esteja acima do lucro.

WEB-int-9-Rasteiro-e-Arlei-SC01672

Antonio de Marco Rasteiro (esq.) ex-trabalhador da Shell e hoje coordenador da Atesq e Arlei Medeiros, dirigente do Sindicato Químicos Unificados, da Intersindical e produtor executivo de O Lucro Acima da Vida

O filme longa metragem O Lucro Acima da Vida retrata toda a história do crime ambiental cometido pelas multinacionais Shell Brasil e Basf S.A. na planta industrial localizada no bairro Recanto dos Pássaros, em Paulínia. Ele abordará o período desde antes da denúncia se tornar pública, com o cotidiano dos trabalhadores, passará pelas manobras das duas empresas na tentativa de escaparem de responsabilizações e punições e culminará com a vitória final dos ex-trabalhadores, do Unificados, da Associação dos Trabalhadores Expostos a Substâncias Químicas (Atesq) e de entidades e pessoas que se somaram a esta luta.

Fatos reais

O ator Déo Garcez diz que “Fazer parte de um projeto como este, que trata de uma tragédia humana e ambiental, em que tantas vidas foram perdidas, e o sofrimento ainda perdura, certamente dignifica e dá sentido a qualquer artista preocupado com sua função social”

Para o ator João Vitti, “Meu mestre ensina que a derrota se dá não pelo rigor da adversidade, mas sim quando existe a desistência da luta e do sonho. E esta vitória contra as gigantes Shell/Basf ocorreu porque vocês não desistiram da luta e nem dos sonhos”

Nic Nilson, diretor do filme, afirma que a realização de O Lucro Acima da Vida somente foi possível, e agradece por isso, à dedicação dos atores, que doaram parte do cachê, dos figurantes voluntários, da direção da Atesq e do Unificados, da prefeitura e de centenas de outras pessoas envolvidas

O filme, uma ficção baseada em fatos reais, é rodado em locações nas cidades de Campinas e Paulínia. Cerca de cem ex-trabalhadores da Shell/Basf atuam como figurantes, entre outros. O papel principal é do ator Déo Garcez. Ele interpreta o coordenador da Atesq, entidade que junto com o Unificados enfrentou os 12 anos de batalha política e judicial contra as duas multinacionais, nos tribunais e nas ruas.

Também são atores em destaque João Vitti, Dênis Derkian, Celso Batista, Zezé Motta, Ailton Graça e Mateus Carrieri.

História completa da luta

WEB-AB~1

SIGA ESTE ENDEREÇO – ou na imagem acima – para ler toda a história e ver fotos e vídeos sobre os 12 anos do Unificados e da Atesq contra a Shell/Basf.

Anúncios
 

Tags:

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: