RSS

1º de Maio de Celebração e de Luta em São Paulo

28 abr

 

cartaz-1º-de-maio-2014-São-Paulo

Em todos os anos, no dia 1º de maio, As centrais sindicais promoveram Mega – Shows e disputam quem tem mais público em suas atividade, felizmente o 1º de maio em São Paulo não se resumi somente à festa.

Como ocorre tradicionalmente na Catedral Metropolitana, acontece a Celebração de São José Operário, para nós a Missa do Trabalhador, preparada pelo Secretariado Arquidiocesano de Pastoral. Está celebração, tem para todos os que são convidados, refletir o momento porque passa o trabalhador, e com especial olhar, quer demonstrar a solidariedade e compromisso da Pastoral Operária com o sofrimento e com as lutas das diversas categorias de trabalhadores e trabalhadoras, de modo particular em São Paulo.

A Campanha da Fraternidade de 2014, procura chamar a atenção para o trafico humano, com preocupação para o “trabalho escravo”, onde a pessoa humana é tratada como mercadoria, pois suas energias, sugadas em jornadas exaustivas, aniquilam suas forças e a tornam força de trabalho descartável. A estes trabalhadores surgem, solidários e solidarias, ações da Pastoral na zona norte – região Santana, procurando criar as condições para que possam se organizar e resistir.

Os Trabalhadores vitimas das Obras da Copa

O Brasil passa por momentos em que se estimula uma falsa euforia com o advento da Copa da FIFA das Grandes Empreiteiras. Nas obras dos Estádios, até agora morreram 9 operários e mais de uma dezena ferida, tudo dentro e nos horários de trabalho. A ultima vitima, na obra do estádio da Odebrecht, em Itaquera – zona leste de São Paulo, despencou de uma altura de mais de oito metros, por absoluta negligencia nas condições de trabalho. A família até hoje luta na justiça para ter seus direitos reconhecidos.

O descaso com as mortes e acidentes com os trabalhadores chega ao absurdo de Edson Arantes do Nascimento – o Pelé, dizer que isso não tem importância, pois acontece. A indústria da Construção Civil assassinou de 2012 até os dias de hoje mais de uma centena de trabalhadores no estado de São Paulo, sem contar o numero espantoso de trabalhadores acidentados dentro do local de trabalho, por pura negligencia. Também devemos lembrar das péssimas condições dos trabalhadores no Comercio de bares e restaurantes de São Paulo, com constantes situações de risco à sua integridade física e mental.

São tantas as situações de exploração em diversas categorias, são tantos os descasos e negligencia que, A Pastoral Operária na Arquidiocese e na Cidade de São Paulo, O Fórum das Pastorais Sociais da Arquidiocese, organizações sindicais, populares e culturais, partidos políticos, estão organizando, depois da Celebração de São José Operário, um ato conjunto com o objeto de denunciar, marcando este momento, em que a exploração velada e maquiada vitima a classe trabalhadora, ainda que, alguns tentem escamotear e esconder esta dura realidade na cidade de São Paulo.

Por isso, inspirados nas palavras do Papa Francisco quando diz: “Hoje devemos dizer não há uma economia de exclusão e da desigualdade social, esta economia mata”. Assim convidamos todos os católicos e católicas a partilharem da Celebração de São José Operário no dia 01 de Maio de 2014, as 9horas da manhã, na Catedral da Sé.

José Lucas dos Santos, operário – ex metalúrgico, é membro da coordenação da Pastoral Operária na Arquidiocese de São Paulo.

José Lucas

Pastoral Operaria

Setor Sapopemba Região Belem

Anúncios
 

Tags:

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: