RSS

Unificados e Intersindical no ato do (17/06) em São Paulo. 230 mil nas ruas no país

21 jun

18 de Junho de 2013
Químicos Unificados

Dirigentes do UNIFICADOS e da INTERSINDICAL reunidos pouco antes do início do ato em São Paulo


Largo da Batata, no bairro Pinheiros, em São Paulo, antes do início do ato,por volta das 17 horas – Foto Mídia Ninja
Cerca de 65 mil pessoas participaram no final da tarde/início da noite de hoje (17 de junho) do quinto grande ato conjunto em São Paulo em protesto contra o aumento no valor da passagem de ônibus de R$ 3,00 para R$ $3,20, em vigor desde primeiro de junho. Nos dois últimos, dias 11 e 13 (detalhes AQUI) de junho a Polícia Militar (PM) do Estado de São Paulo agiu com criminosa truculência, partindo para cima de manifestantes e de populares que estavam pelas imediações, com tiros de balas de borracha, cassetetes, bombas de gás lacrimogêneo e de intimidação pelo barulho que faz. Foram centenas de feridos e outros tantos de detidos. Atos também foram realizados em diversas cidades brasileiras e, para além da questão aumento na tarifa do transporte coletivo urbano, se transformaram em protesto e reivindicações “Por Um Brasil Melhor”.

O Sindicato Químicos Unificados e a Intersindical, entre outras entidades de trabalhadores, de partidos políticos de esquerda e de movimentos sociais, populares, estudantes e feministas participaram da manifestação de hoje, além de milhares de populares por iniciativa individual e espontânea.

VEJA AQUI vídeo de 45′ sobre a concentração no largo da Batata, no bairro Pinheiros, momentos antes do início da passeata.

Em todo o país, estimativas indicam a participação de 230 mil pessoas: Rio de Janeiro – 100 mil; São Paulo – 65 mil; Belo Horizonte – 30 mil; Brasília – 5.000; Salvador – 5.000; Curitiba – 5.000; Porto Alegre – 5.000; Maceió – 2.000; Belém – 2.000 e Santos (SP) – 1.000. Ainda não há números oficiais destas e de outras manifestações pelo país. Houve também, hoje, uma manifestação em Nova York e em Los Angeles, ambas nos Estados Unidos.

VEJA AQUI fotos no portal UOL das manifestações de hoje em São Paulo e em todo o Brasil.

Pressão até internacional:
“Democracia não tem fronteiras”

Hoje, após muita pressão e críticas de muitas entidades – até internacionais – contra o governador Alckmin, responsável e comandante primeiro da PM, a violência não se repetiu em São Paulo. Pelo país ocorreram confrontos isolados e pontuais.

Movimento se expande

Com os desdobramentos da forte reação policial em 11 e 13 de junho em São Paulo, os atos de hoje transformaram-se em um grito da sociedade contra a desproporcional repressão e em um protesto generalizado contra a criminalização dos movimentos sociais, por mais democracia, fim da corrupção e contra a política econômica. O movimento se soma aos ocorridos neste final de semana nos jogos da Copa das Confederações, que tem como seu lema o questionamento: “Copa Pra Quem?”, referindo-se ao torneio de 2014 .

Anúncios
 

Tags:

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: