RSS

Unificados e INTERSINDICAL no ato (20) em Campinas. A luta continua!

21 jun

21 de Junho de 2013
Químicos Unificados


Ônibus baixa em quase todo Brasil. Agora:
saúde, educação, fim da terceirização, Previdência…

Avenida Francisco Glicério, no largo do Rosário, às 17 horas. Foto postada sem crédito no Facebook

Após quase 15 dias de centenas de milhares de manifestantes tomando as ruas de todo o país, uma vitória foi conquistada: Na grande maioria dos municípios o valor da passagem de ônibus foi reduzido. Em Campinas, que em dezembro de 2012 subiu para R$ 3,30, a partir de 24 de junho (segunda-feira) volta para os R$ 3,00 que era no final do ano. Em São Paulo, a passagem baixou de R$ 3,20 para R$ 3,00 e no Rio de Janeiro de R$ 2,95 para R$ 2,75 – o que se repetiu em quase todas cidades. Mas, segundo os manifestantes a luta continua, agora por mais direitos e serviços públicos de qualidade.

A manifestação teve sua concentração inicial no largo do Rosário, de onde saiu em passeata pela avenida Francisco Glicério, Moraes Salles e Irmã Serafina, sempre ocupando todas as faixas das vias, até à Prefeitura Municipal. O Sindicato Químicos Unificados participou da manifestação que, conforme estimativas iniciais, contou com perto de 25 mil pessoas.

Integrantes do Sindicato Químicos Unificados e da INTERSINDICAL , na passeata, na avenida Francisco Glicério, em Campinas

Arlei Medeiros, dirigente do Unificados, da Intersindical e da Federação dos Trabalhadores nas Indústrias Químicas do Estado de São Paulo (Fetquim), disse: “O Brasil acordou… um professor tem que valer mais do que o Neymar.”

Passeata ocupa a avenida Moraes Salles

A vitória arrancada nas ruas com a redução dos valores das passagens de ônibus, não coloca fim nas manifestações. Agora, elas devem continuar e exigir um serviço de saúde ágil e de qualidade, não à reforma previdenciária, escola pública gratuita e decente, o fim da corrupção e a responsabilização dos envolvidos, o fim do fator previdenciário, a não aprovação da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 37 (que tira do Ministério Público o direito de promover investigações, deixando-as apenas com as polícias), o fim das privatizações e a efetivação de todos os terceirizados (sistema de emprego temporário que
quebra direitos dos trabalhadores ao não se subordinar à convenção coletiva de uma categoria) entre outros.

VEJA AQUI fotos do ato e da passeata

Anúncios
 

Tags:

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: