RSS

Todo poder às assembleias

28 nov
Prefeito de Itaocara do Partido Socialismo e Liberdade PSOL escolhe secretários de Saúde e Educação após consulta a servidores

POR MARCOS GALVÃO

Rio –  Primeiro prefeito eleito do Psol no País, Gelsimar Gonzaga, de Itaocara, no Noroeste Fluminense, também quer inovar no modo de administrar: é o assembleísmo na política fluminense. Foi numa assembleia popular, dia 7 de novembro, com a participação de representantes de sindicatos e servidores municipais, que Gelsimar escolheu e submeteu à aprovação dois dos seus secretários municipais mais importantes.

Na Saúde, a escolhida foi Margareth Melo, servidora do Ministério da Saúde, e na Educação, a eleição apontou o professor Marcos Aurélio Guerreiro. “A escolha através da assembleia é mais democrática, faz com que o servidor conheça o secretário. É um novo modo de administrar”, diz Gelsimar.

Até o dia 10 de dezembro, Gelsimar pretende escolher, no mesmo sistema, os secretários de Agricultura e de Obras. “Os trabalhadores rurais e os servidores municipais terão direito a voto”, explica. Os demais nomes — são 15 no total — serão escolhidos mediante critérios técnicos. “As outras áreas ainda não têm grande representatividade sindical aqui”, explica.

image

O prefeito eleito Gelsimar Gonzaga, do Psol, entre seus pais, Dézio e Maria da Penha | Foto: Luiz Ackermann / Agência O Dia

Gelsimar também pretende adotar uma medida difícil de ser copiada pelos demais prefeitos eleitos: a redução do próprio salário, atualmente de R$ 15 mil. “Acho que é muito. Quero dar o exemplo, ver se algúem me copia”, brinca ele, revelando o seu salário atual, como agente de saúde do município: R$ 545. “Sair de quinhentos e pouco para R$ 15 mil é muito, não é?”, indaga, fundador e presidente do Sindicato dos Servidores Públicos de Itaocara.

Criar um portal da transparência e implantar nas cidades os conselhos comunitários são outras prioridades do novo prefeito. “A população vai poder participar, dizer onde quer que os recursos sejam investidos”, explica Gelsimar.

Prefeito eleito reclama: ‘Não há transição’

O novo prefeito, morador do distrito de Portela, área rural a 28 km do centro de Itaocara, reclama que não está recebendo informações do atual prefeito, Alcione Correia de Araújo, do PMDB. “Não há transição”, reclama.

Gelsimar, que ontem participou do protesto contra a redistribuição dos royalties do petróleo, diz que não teme ser tratado com indiferença, já que seu partido, o PSOL, é oposição aos governos estadual e federal.

“Espero ser tratado de forma republicana. Afinal, represento o povo de Itaocara, que me elegeu”, explica.

Anúncios
 
Deixe um comentário

Publicado por em 28/11/2012 em Politíca, psol

 

Tags:

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: