RSS

Convenção do PSOL Osasco oficializa a candidatura de Alexandre Castilho a prefeito

24 jun

Convenção do PSOL Osasco (27)

Na manhã deste domingo (24) no plenário da Câmara Municipal de Vereadores aconteceu a Convenção do Partido Socialismo e Liberdade, cerca de 100 companheiros e companheiras entre pré-candidatos, ativistas dos movimentos sociais, filiados e simpatizantes compareceram ao evento.

A Convenção oficializou o nome do companheiro Alexandre Castilho para prefeito e do servidor público da área da saúde Augusto Piva (PCB) para vice. Além da aliança com o Partido Comunista Brasileiro, o PSOL aprovou também o objetivo de fazer aliança com o Partido Socialista dos Trabalhadores Unificados (PSTU), para isso seguirá em conversações sobre o programa que será apresentado ao município. O PSTU fará encontro nos próximos dias para definir a coligação. Foi aprovada também a chapa de vereadores que por enquanto conta com 21 pré-candidatos e pré- candidatas.

A atividade teve ainda a participação de dirigentes do movimento sindical da região e da direção estadual do PSOL. O diretor do Sindicato dos Bancários de São Paulo, Osasco e Região, João Paulo Silva fez uma saudação trazendo o apoio dos lutadores bancários; Rosangela Fernandes, diretora do Sindicato dos Servidores na Saúde, destacou a importância da candidatura do Castilho na luta em defesa da saúde pública; Renato Carlos, membro do Conselho Regional da Apeoesp, falou sobre a importância da luta em defesa do ensino público como uma das bandeiras centrais da campanha.

Já Givanildo Oliveira, dirigente da Intersindical e do Sindicato dos Químicos Unificados, chamou a atenção da importância de se realizar uma convenção de um partido como o PSOL na Câmara de Vereadores: “um partido que é do lado do povo tem de estar na casa do povo”. Givanildo destacou que “a caminhada por ser ocupar um espaço parlamentar não pode ser entendida como uma tarefa menor, principalmente para aqueles que são forjados nas lutas sociais, que são justamente os que terão maior competência para usar esse espaço como um instrumento voltado para a luta do povo”.

A saudação da Direção Estadual do PSOL ficou a cargo da companheira Laura Cymbalista, da executiva do PSOL SP e do setorial de mulheres. Laura destacou o papel que o PSOL pode cumprir nessas eleições. “Enfrentar a subrepresentação das mulheres na política, com uma visão que combata a violência e a opressão é um papel decisivo para o partido.” Para a dirigente socialista: “as eleições de 2012 é uma oportunidade para mostrar a cara do PSOL, os nossos compromissos, de que lado a gente está.”

Márcio Bento, também da Executiva Estadual e do Diretório Municipal do PSOL Osasco, apresentou as diretrizes do programa de governo, fruto do debate coletivo feito em um seminário e numa série de reuniões com a militância do PSOL e os pré-candidatos. O documento Uma alternativa de Esquerda para Osasco ainda está aberto, sofrerá alterações no debate com o PCB e o PSTU, mas já é uma diretriz dos compromissos da campanha Alexandre Castilho prefeito e da nossa chapa de vereadores. A proposta tem como eixo a apresentação de um programa e de uma prática política que não se curve ao capital, que tenha independência e compromisso com o povo, para isso, tem como centro o atendimento às reivindicações dos trabalhadores e dos movimentos sociais, aberto a incorporar as demandas e lutas do nosso povo e disposto a radicalizar na democracia, com participação popular pra valer.

Márcio destacou ainda a linha política que o PSOL vai disputar na cidade, uma campanha criativa, em aliança com o povo e com uma chapa de candidatos e candidatas comprometidos com as lutas sociais, que vai trazer para a Câmara Municipal a mesma marca de combatividade e independência que tem sido a característica do PSOL no Congresso Nacional.

Convenção do PSOL Osasco (9)

Em seguida, João Joaquim e Pedrina Silva, respectivamente o nosso presidente municipal e a nossa secretaria geral, deram continuidade aos trabalhos homologando a nossa chapa de vereadores. Cada um dos pré-candidatos assinou a carta compromisso de defender e cumprir os princípios, programa e estatuto do partido na campanha e num eventual mandato.

Convenção do PSOL Osasco (11)

Foi a vez então da fala do nosso vice, Augusto Piva, representando também o PCB. Para Piva, Osasco precisa de uma frente de esquerda. “Essa aliança com o PSOL representa o progresso, Osasco está precisando de uma frente de esquerda, o PCB se predispõe a construir essa luta, não só nas eleições, mas continuar… precisamos olhar para o povo que está precisando de mais saúde pública, levantar as bandeiras populares que os outros partidos abandonaram”.

Para finalizar os trabalhos a companheira Pedrina concedeu a palavra ao companheiro Alexandre Castilho. “É com grande alegria, mas também com uma grande responsabilidade que assumo esta tarefa de candidato a prefeito pelo PSOL, até porque são poucos os partidos que se prestam a ser independentes, a não se aliar com o poder econômico, e o PSOL escolheu trilhar o caminho da independência, de dizer não ao poder econômico e de se aliar com o povo”, destacou. Para Castilho o motivo para tanta falta de recursos em áreas básicas da administração como saúde e educação tem a ver com as escolhas que são feitas e de como o poder político se alia ao poder econômico. “Em nível nacional falta recursos para as áreas sociais porque metade do orçamento vai para pagar juros da dívida pública, a mesma lógica, mesmo que em menor proporção, se aplica aos municípios”. Em sua avaliação, ”o poder público é garroteado pelo poder econômico, acaba por defender quem tem mais recursos e transfere os recursos públicos para as mãos privadas”. O caos da saúde é um exemplo disso: “fila de três meses de espera de um atendimento, a cidade tem jornais bonitos, cadernos bonitos, impressos pela administração, mas que não representam o que na realidade acontece no município”.

Convenção do PSOL Osasco (18)

Castilho destacou ainda a chapa de candidatos e candidatas do PSOL à Câmara Municipal. “Esta aqui a melhor chapa de candidatos e candidatas a vereadores de Osasco, a cidade procura uma alternativa política – o PSOL, o PCB, a frente de esquerda, são a alternativa. Precisamos devolver ao povo voz e vez, garantir a participação popular pra valer, para isso vamos propor a eleição de representantes por ruas, formando Conselhos Populares nos bairros e um grande Conselho Popular na cidade que governe junto com a prefeitura, que discuta o orçamento do município, não só os 5% que são postos no orçamento participativo de fachada, mas todo o orçamento do município, ajudando o prefeito a definir prioridades com um orçamento aprovado e discutido pelo trabalhador.”

O candidato socialista terminou sua fala chamando todos a se esforçarem na campanha, a saírem às ruas com nossas bandeiras e propostas, disse que a batalha está apenas começando e que o PSOL marcará a diferença e fará história em nosso município.

O presidente municipal do PSOL, João Joaquim, finalizou os trabalhos agradecendo a presença de todos e reiterando a importância de se construir uma campanha coletiva, popular e socialista em Osasco.

Veja aqui as fotos da Convenção do PSOL Osasco

Por: Carlos Roberto kaká – Secretaria de Comunicação Psol Osasco

Anúncios
 
Deixe um comentário

Publicado por em 24/06/2012 em Politíca, psol

 

Tags:

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: