RSS

Esculacho denuncia ex-desembargador envolvido em tortura em Pernambuco

21 maio

Postado: Levante Popular

No dia (14), o Levante Popular da Juventude em Pernambuco promove um esculacho popular na residência do desembargador aposentado Aquino de Farias Reis. A ação acontece na Av. Beira Rio, em frente ao número 240, Condomínio Ilha do Retiro, em Recife.

Aquino foi delegado de plantão na Delegacia de Ordem Política e Social (Dops) de Pernambuco, quando houve a prisão política de Odijas Carvalho, estudante de agronomia da Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE). Odijas foi preso no dia 30 de janeiro de 1971 e assassinado após consecutivas sessões de tortura no dia 6 de fevereiro do mesmo ano.

O assassinato de Odijas Carvalho foi denunciado, na época, por diversos presos políticos que também se encontravam no Dops, por meio de documentos e em depoimentos na Justiça Militar.  As denúncias foram reafirmadas na imprensa pernambucana em maio de 1999, quando o nome do então juiz Aquino de Farias Reis figurou na lista tríplice encaminhada ao governador Jarbas Vasconcelos para a escolha de um desembargador.

O Levante Popular da Juventude defende que a responsabilidade pelo crime não se restringe apenas aos policiais que participaram diretamente da tortura que causou a morte de Odijas, mas estende-se a todos os que compunham o sistema de torturas implantado pela ditadura civil-militar nas suas diversas instâncias. Um delegado de plantão, responsável maior pelas ocorrências na delegacia durante o seu serviço, não pode se isentar de culpa; assim como um médico que assina um atestado de óbito que atribui a morte por edema pulmonar a um preso torturado com espancamento generalizado e palmatória nos testículos, afirmam os jovens do movimento.

O Levante Popular da Juventude em Pernambuco atua em conjunto com o Comitê Memória e Verdade do estado, o Movimento Tortura Nunca Mais, APAP (Associação de Presos e Anistiados Políticos de Pernambuco), ex-perseguidos, ex-presos políticos, parentes e amigos. Foi a partir dessas fontes que se organizou o ato de denúncia, protesto e clamor pela verdade histórica, em frente à residência do desembargador aposentado Aquino de Farias Reis.

Anúncios
 
Deixe um comentário

Publicado por em 21/05/2012 em Direitos Humanos

 

Tags:

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: